Página de divulgação das ações da Secretaria de Cultura do município do RIO GRANDE RS.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

SEMANA NACIONAL DO LIVRO E DA BIBLIOTECA 2018

Nessa edição, o tema será "Na contramão das Fake News: A biblioteca enquanto fonte confiável de informações"

Entre os dias 23 a 29 de outubro de 2018, o Sistema de Bibliotecas (SiB) da FURG, em parceria com o curso de Biblioteconomia, Diretoria de Arte e Cultura (DAC) , Núcleo de Ações Inclusivas (NEAI) da FURG e Secretaria de Município da Cultura do Rio Grande-RS, com apoio da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), JATEVE – Jornada Acadêmica de Tecnologia em Eventos (FURG Campus Santa Vitória do Palmar), Secretaria de Educação (SMED) da Prefeitura Municipal do Rio Grande e SESI/FIERGS, estará promovendo a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca 2018.
Nessa edição, o tema será "Na contramão das Fake News: A biblioteca enquanto fonte confiável de informações" e contará com diversas atividades voltadas para a comunidade acadêmica, nos campi Rio Grande, São Lourenço do Sul, Santa Vitória do Palmar e Santo Antônio da Patrulha.
As inscrições poderão ser realizadas pelos SINSC FURG, no seguinte endereço:
https://sinsc.furg.br/detalheseventos/873. (Palestras e Mesa Redonda)
As inscrições para as oficinas, no seguinte endereço:
Quaisquer dúvidas, entrar em contato com a direção do Sistema de Bibliotecas/FURG, pelo e-mail: sib.direcao@furg.br.




terça-feira, 16 de outubro de 2018

CURSO DE EXTENSÃO ENCONTRO COM O MUSEU - 1ª Edição 2018


Palestrante Profa. Mestranda Desirée Nobre Salasar


Acontece no dia 31 de Outubro de 2018(Quarta-feira), mais uma palestra do Curso de Extensão Encontro com o Museu promovido pela Prefeitura Municipal do Rio Grande/RS e Secretaria de Município da Cultura, através da Fototeca Municipal Ricardo Giovannini. Nesse encontro, será proporcionado aos participantes o compartilhamento de  aprendizagens práticas através da Profa. Mestranda Desirée Nobre Salasar  vinculada ao PPGMP – Instituto de Ciências Humanas, da Universidade Federal de  Pelotas/RS
com a palestra intitulada: Acessibilidade em Museus: Desafios e Perspectivas. A
palestra ocorre no Salão Nobre Deputado Carlos Santos no prédio da Prefeitura Municipal do Rio Grande/RS, no horário das 15hs às 18hs.
O Curso de Extensão Encontro com o Museu ocorrerá entre os meses de Maio e Dezembro de 2018 com encontros mensais realizados na primeira semana de cada mês. Para acompanhar a programação do Curso, acesse: https://fototecarg.wixsite.com/encontrocomomuseu ou pelo e-mail: fototeca.rg@gmail.com.

Esperamos todos!

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

QUITANDA CULTURAL

No próximo dia 13,sábado,vai acontecer mais uma edição do QUITANDA CULTURAL,a mais tradicional feira de artesanato da cidade.
Será na Praça Xavier Ferreira,bem no Centro Histórico,a partir das 10 horas.
Imperdível!!!!


VOCÊ ME CONHECE?





Ernani Guaragna Fornari

Nasceu na cidade do Rio Grande em 15/12/1899. Cursou Humanidades no Instituto Brasileiro, em Porto Alegre. Foi Auxiliar de Farmácia, serviu ao Exército e chegou a cursar Direito na Faculdade em Pelotas, sem chegar a concluí-lo. Dedicou-se ao Desenho e Ilustração sob os pseudônimos de Xisto, Fabius e Neno.
Em Pelotas, fez parte da redação da Gazeta Mercantil, foi diretor da Biblioteca Pública e também foi Secretário do Município. Em Porto Alegre, dirigiu a revista Máscara.
Trabalhou nos jornais A Federação, Diário de Notícias, Jornal da Manhã e na Revista do Globo.
No Rio de Janeiro, foi Secretário da Agência Nacional e funcionário do Departamento de Imprensa e Propaganda, durante o governo de Getúlio Vargas.
Foi diplomata, poeta, cronista, comentarista, jornalista, contista, romancista e teatrólogo. Em 1960, aposentou-se do Serviço Público Federal e dedicou seus últimos anos à revisão de sua obra literária. Faleceu em 08/6/1964 em Petrópolis e foi sepultado no Rio de Janeiro. No ano de sua morte, as Câmaras Municipais de Rio Grande (no Bairro Lar Gaúcho) e Pelotas deram seu nome a ruas dessas cidades.


Para saber mais...
ADRIANE ANGHEBEN EITELVEN O PAMPA ALÉM DAS FRONTEIRAS: IDENTIDADE E REVOLUÇÃO EM SINHÁ MOÇA CHOROU, DE ERNANI FORNARI. https://repositorio.ucs.br/xmlui/bitstream/handle/11338/248/Dissertacao%20Adriane%20A%20Eitelven.pdf?sequence=1
Neves, Décio Vignoli das Neves. 2º Tomo. Rio Grande, 1980.

NÃO AO DESMONTE DOS MUSEUS



A Secretaria de Município da Cultura de Rio Grande, através da Fototeca Municipal Ricardo Giovannini, participou no último dia 09/10, terça-feira, na cidade de Camaquã,de uma programação promovida pelo Memorial da Câmara de Vereadores de Camaquâ, juntamente com a Coordenação da 7ª Região Museológica do Rio Grande do Sul. Na parte da manhã, juntamente com outros palestrantes, a Dirigente da Fototeca Municipal Ricardo Giovannini, Gianne Zanella Atallah, participou do Painel: Ações com o Patrimônio e a formação de Cidadãos: Relatos de Experiências, a partir do trabalho desenvolvido na Fototeca Municipal Ricardo Giovannini. Na parte da tarde, ocorreu mais uma reunião da 7ª Região Museológica, seguida da palestra: "Ações com os Patrimônios e a Formação de Cidadãos - Cultura Material: Trabalho como Categoria."

PRIMAVERA DA LEITURA

Na próxima segunda-feira,dia 19 de Outubro,leve um livro até a Praça Xavier Ferreira para trocar para uma muda de planta. A Ação é do Núcleo de Livro ,Leitura,Literatura e Bibliotecas Públicas da Secretaria de Cultura e conta com o apoio das Secretarias do Cassino e do desenvolvimento Primário,através de seus Hortos Municipais.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

O AGITA RIO GRANDE CONTINUA!

Vejam que legal está a programação cultural do AGITA RIO GRANDE no Partage Shopping Rio Grande.Durante os meses de Outubro e Novembro várias apresentações artísticas estão programadas para a  Rua das Sombrinhas Coloridas - decoração organizada no espaço central do shopping para celebrar os 25 anos de geminação entre as cidades de Rio Grande,Brasil e Águeda,em Portugal.





Confira a programação:

PROGRAMAÇÃO CULTURAL NA RUA DAS SOMBRINHAS

OUTUBRO
06/10 – sábado
15h30min - Banda Gioachino Rossini
10/10 – quarta-feira
19h30min - Mari e Banda Fascinação
19/10 – sexta-feira
19h30min - Roda de Samba Chapéu de Palha
20/10 – sábado
19h - Orquestra de Flautas da Secretaria de Cultura
26/10 – sexta-feira
19h30min - Rose e Grupo
27/10 – sábado
19 h - Orquestra de Flautas da Secretaria de Cultura

NOVEMBRO
10/11 - sábado
19h30min - Bumbumbum da Filomena
11/11 – domingo
18h45min – Vista do Presidente da Câmara Municipal de Águeda
19 h - Coral Municipal da Cidade do Rio Grande
19h30min – Fuzipampa, Banda do 5º Distrito Naval     

DESENHO E PINTURA EM AQUARELA: CONHEÇA O ARTISTA RUDNEI ALVES

O Atelier Livre do Mercado é um equipamento público de formação em Artes Visuais. Coordenado pela Prefeitura Municipal do Rio Grande, por meio da Secretaria de Município da Cultura, o espaço é disponibilizado, através de edital público, para a realização de cursos e pequenas oficinas por artistas do município. Nas dependências do Mercado Público é possível encontrar a arte da pintura em óleo, trabalhos em cerâmica, desenho estilo mangá, entre outros, e desde ontem, todas as terças-feiras, aulas de desenho em aquarela, com o artista Rudnei Alves.
Rudnei, um rio-grandino de 67 anos, teve contato desde criança com a arte. Seu avô era funcionário da prefeitura, fazia trabalhos de arquitetura, designer e pintura.  Uma família envolvida com arte e a cultura, que o cativou desde cedo.
Contato com a Arte
Quando criança, Rudnei fazia desenhos em aula, inclusive sob incentivo das professoras. Trabalhou durante quase toda vida como estivador e portuário, atividade que exerceu desde os 18 anos, no Porto de Rio Grande. Nesses anos, conheceu muitas pessoas e, nos momentos livres, conheceu lugares que seriam inspirações para as suas pinturas.
Após a aposentadoria, no ano de 1998, ganhou mais tempo para dedicar-se a essa antiga paixão. Antes de trabalhar somente com aquarela, teve contato com a pintura a óleo. Quando retornou ao balneário Cassino, onde mora até hoje, teve a oportunidade de relembrar suas aulas no tempo de escola e retomar o contato com uma professora de artes para aprender mais sobre algumas técnicas e a parte artística do Desenho em Aquarela.
Depoimentos do artista
“Depois do curso comecei a comprar materiais, e sempre praticava, sempre aprendendo. Fiquei muitos anos na pintura com tinta acrílica, pintura à óleo. Aí o pessoal foi gostando do meu trabalho, eu fui expondo eles lá na Avenida no Cassino”, comentou.
“Comprei um cavalete, e para passar o tempo ia ilustrando a paisagem do Cassino. A partir disso, fui fazendo exposições, aqui em Rio Grande, lá no Cassino e em algumas cidades da região. Surgiram interesses para que eu desse aula, então comecei a oferecer as aulas após me mudar, porque nessa nova casa a garagem é maior, então aproveitei e montei um atelier”, finaliza.
Inspirações
“Gosto muito do estilo abstrato, para além das paisagens disponíveis aqui no litoral. Eu olho a tela assim e, às vezes, dá um branco, não sai nada, porque a tela é branca”, comenta entre risos. “Aí penso: vou ver o que vou fazer. Pego uma tinta e jogo nela (a tela). E no momento que eu jogo, na primeira pincelada, espatulada, ah, ali tem o vermelho, aí posso colocar o laranja. Pra dar contraste no vermelho coloco um verde... Começo a brincar com as cores e acaba saindo algo”, conta o artista.
Sobre cursos e atualizações, diz que recorre aos cursos e especializações on-line. “Eu vou no Youtube e acho muitos materiais, pego algumas ideias e sigo praticando. Agora depois de mais velho, minha paixão foi a Aquarela. É difícil achar os materiais aqui em Rio Grande. Materiais para tinta à óleo, pincéis para tinta à óleo, posso achar com facilidade. Agora materiais para Aquarela é mais em Porto Alegre ou em Pelotas”, finaliza.
Desenho em Aquarela sob a perspectiva histórica
O artista Rudnei Alves conta que os mestres, como chama os pintores Van Gogh e Leonardo Da Vinci, artistas que trabalhavam com a arte impressionista, foram os primeiros a utilizar a Aquarela. No início, como uma arte secundária, visto que ela é feita em papel, e sobre ele a mistura de tinta e água dão a base para a ilustração de traços de expressões, como exemplo.
“Antigamente a Aquarela era dada como um suporte para a arte final. Como ela é pintada através da água, a tinta passeia com a ajuda dela. Eu molho o pincel na água, depois na tinta e em seguida já desenho no papel”. Comenta ainda sobre o preço dos materiais, além de certa dificuldade de achá-los em Rio Grande.
Apesar da Aquarela ter iniciado como uma arte introdutória, hoje é reconhecida com bastante valor no meio artístico. Rudnei conta que atualmente já é considerada como uma arte final, e que existem “grandes aquarelistas pelo mundo”. A Aquarela é trabalhada somente no papel, com diversas espessuras e tipos de pincéis, enquanto a pintura à óleo e outros tipos é trabalhada em telas. “A gente deixa a água passear... Quem comanda a Aquarela não somos nós, é a água. Tem algo forte espiritualmente sobre a água que guia ela, domina. Às vezes a gente quer modificar, e a água foi ali e não tem volta. Antes de fazer, antes de pintar, tem que planejar”, finaliza.
Personagens-artistas
A Arte como chamariz e inspiração. Assim, durante o diálogo com Rudnei, outro artista adentrou à conversa. Pablo Marques, juntamente com a esposa, Luana Soares, a mãe e a filha pequena, passava pelo Mercado Público Municipal, em frente ao Atelier, e aos poucos foi trocando ideias com o professor sobre materiais para a pintura em Aquarela, sobre a parte artística dos desenhos, suas produções.
Pablo estudou durante algum tempo na Escola de Belas Artes (EBAHL), através de uma bolsa. Hoje, trabalha como vigilante e tem a pintura em Aquarela como uma atividade de lazer. Faz cópias de desenhos, criações tendo como base filmes animados e personagens, bem como utiliza os recursos de aplicativos para celular, que envolvam a prática da arte, como alternativa para continuar praticando os desenhos tanto em aquarela como em outros materiais.
Significados da Arte
Rudnei conta que a pintura em Aquarela, seu tipo de arte específica, reflete o seu interior, segundo ele “o que mais tem utilizado ultimamente. Quando ficamos mais velhos as pessoas têm o costume de dizer que ficamos mais lentos, quando na verdade amadurecemos e passamos a pensar mais antes de agir”, conta.
Didática das Oficinas
O artista pretende trabalhar de acordo com o nível de aprendizagem dos alunos. Aqueles mais avançados recebem tarefas mais complexas e os iniciantes, tarefas mais gerais para depois utilizar técnicas mais específicas. As inscrições podem ser feitas através do e-mail atelierlivre.mercado@gmail.com, pelo telefone do Atelier Livre 3233-8667 ou do responsável pelo espaço, Carlos Kunde 99973-6371, como também com o artista Rudnei Alves 99951-7002. 

VOCÊ ME CONHECE?



Belmiro Pereira Pêgas

Natural de Avintes, Portugal,nasceu em 09/02/1875. Em 1880 veio para Rio Grande. Teve aqui sua educação primária e secundária  e cursou medicina em Portugal em 1898, formando-se como médico- cirurgião em 1903. Trabalhou com médicos na França, Áustria e Alemanha. Montou consultório na cidade oito anos após sua formatura.
Durante sessenta anos prestou atendimento aos residentes e assistidos do Asilo de Pobres do Rio Grande. Como médico humanitário, prestou serviços aos pobres e à coletividade geral na nossa cidade.
Faleceu em 07/11/1967 e foi sepultado no Cemitério Católico. Sua filha Suelí Soares Pêgas doou ao Museu da Cidade vários objetos de uso pessoal de seu pai.

Em 1961, recebeu o título honorário de Cidadão Rio-Grandino. Uma rua do Bairro Lar Gaúcho recebeu seu nome.


Acervo fotográfico da Biblioteca Rio-Grandense

 Para saber mais...
Neves, Vignoli das Neves. Vultos do Rio Grande/ Rio Grande, 1989.


segunda-feira, 1 de outubro de 2018

ARTE NA PARADA

O projeto Arte na Parada segue colorindo a cidade com intervenções  produzidas pelos nossos artistas. Essas duas obras são do Igor Ricardo e estão localizadas no Cassino.



OFICINA DE DESENHO E AQUARELA NO ATELIER LIVRE DO MERCADO

Estão abertas as inscrições para Oficina de Desenho e Aquarela - módulo II, ministrada pelo artista Rudnei Alves no Atelier Livre do Mercado. Rudnei tem uma longa trajetória nas artes plásticas,sempre registrando nossas paisagens e nosso patrimônio arquitetônico. As aulas aconteceram de outubro a dezembro e serão realizadas às terças-feiras,das 14 às 17 horas.









Serviço:

Oficina de Desenho e Aguarela
Rudnei Alves
Modulo II - Oficina de Desenho e Aguarela

Outubro à dezembro

Atelier Livre do Mercado 
Inicio: terça feira 02/outubro.
Horário das 14:00 ás 17:30 todas as terças feira.

Inscrições: atelierlivre.mercado@gmail.com, por telefone: 3233-8667 / 999 736371 (Carlos) ou direto com o artista Rudnei: 999 517002

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

SÁBADO,DIA 06 DE OUTUBRO TEM QUITANDA CULTURAL!

No sábado,dia 06/10,haverá mais uma edição do QUITANDA CULTURAL,a mais tradicional feira de artesanato e economia da cultura. As atrações serão o Capoeira Marauê,do Mestrando Esquilo,a Escola José Alvares de Azevedo,com Exposições, Abordagens "Sentindo na Pele" e o Projeto DV no Pedal e para animar a tarde,a Banda da Lagoa.

Imperdível!




quinta-feira, 27 de setembro de 2018

VOCÊ ME CONHECE?



Luiz Ângelo Loréa

Nasceu na Itália em 21 de agosto de 1874. Veio para o Brasil em 1887 e foi recebido pelo tio que veio da Itália alguns anos antes. Naturalizou-se brasileiro em 1944. Em Rio Grande começou sua vida profissional como empregado numa padaria, pouco antes dos 20 anos.
Casou-se na Matriz de São Pedro com Cantalice da Silva em 1894, nessa época abriu uma mercearia. Em 1909, começou a sociedade em uma firma de exportação. Diversificou seus negócios com indústria de cabos e cordas, fertilizantes, entre outras coisas. Seu nome está ligado a várias indústrias que se projetaram em todo o país. Sócio de quase todas as associações da cidade contribuía para várias obras que a projetassem.
 Mais adiante se tornou acionista das companhias de navegação, agente da Companhia Francesa de Vapores e Paquetes e em 1927 foi um dos sócios-fundadores da primeira diretoria da VARIG.
Colaborou no trâmite de tombamento da Igreja de São Pedro e da Capela São Francisco em 1938, além de assumir a construção da Capela-Escola-Jesus-Maria-José inaugurada em 1937, hoje Escola São Luiz Gonzaga, instituição de ensino fundamental.
Foi para Montevideo em busca de tratamento de saúde, vindo a falecer aos 74 anos.
Empresta seu nome a rua movimentada onde fica a Abrigolândia.

Títulos: Cavaleiro da Sagrada ordem Pontifícia de São Gregório Magno, na classe de Cavaleiro Civil e Cavaleiro real da Coroa da Itália.


Para saber mais...
Torres, Luiz Henrique. O Cavaleiro Luiz Lorea. Coluna Memória & História. Jornal Agora: Rio Grande, 17/06/2008. http://historiaehistoriografiadors.blogspot.com/2017/07/o-cavaleiro-luiz-lorea.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_%C3%82ngelo_Lor%C3%A9a









segunda-feira, 24 de setembro de 2018

ARTE NA PARADA

O artista Nicolas Moraes finalizou três obras no projeto Arte na Parada.As obras podem ser vistas na Rua Silva Paes,no centro da cidade e,na Júlio de Castilhos e na Avenida Atlântica,no Cassino.









quinta-feira, 20 de setembro de 2018

AGITA RIO GRANDE


No próximo sábado,dia 22 de setembro estará acontecendo no Partage Shopping Rio Grande o Agita Rio Grande,uma homenagem à Cidade de Águeda, Portugal, conhecida mundialmente por suas sombrinhas coloridas.
Neste ano de 2018,comemora-se 25 anos de Geminação entre as cidades de Rio Grande e Águeda e a Prefeitura Municipal, em parceria com o Partage Shopping estará celebrando esta data com uma programação durante os meses de Setembro e Outubro sob um cenário que reproduz uma rua de Águeda.
Na programação deste sábado haverá na Rua das Sombrinhas Coloridas desfile de sombrinhas decoradas pelos lojistas do shopping com exposição e premiação,além de performance de estátua viva e apresentações artísticas como grupos de samba.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

VOCÊ ME CONHECE?



Capitão Doutor Alfredo Soares do Nascimento

Mais conhecido por  Dr. Nascimento, o capitão foi engenheiro militar. Nasceu no Rio Grande, em 18 de setembro de 1863 e foi nomeado Intendente Provisório por Borges de Medeiros, Presidente do Estado, de acordo com o decreto n° 2016, de 7 de setembro de 1913. Tendo promulgado, em 29 de dezembro do mesmo ano, a nova lei eleitoral para o município, foi efetivado no cargo. Eleito para completar o então vigente quatriênio administrativo, tomou posse em 5 de março de 1915.
No ano de 1918, a cidade conheceu o seu maior problema na saúde. A Gripe Espanhola alterou completamente a rotina dos habitantes do município de Rio Grande. Rapidamente ela se alastrou, contaminando uma grande quantidade de pessoas e levando muitas a óbito. Os hospitais da Santa Casa e Beneficência Portuguesa não possuíam condições de receber todos  os doentes, obrigando a Intendência a intervir na questão. Essa, por sua vez, organizou um serviço de assistência e também forneceu medicamentos para o povo, além de ajuda financeira para a Santa Casa.
Nascimento foi reeleito em maio de 1916 e manteve-se no cargo até 27 de julho de 1924.

Para saber mais:

PRIMAVERA DA LEITURA


Acontecerá na próxima segunda-feira, 24, a partir das 14h, no interior da Praça Xavier Ferreira, a II Edição do Primavera da Leitura. O evento tem como objetivo promover o livro e a leitura, além de incentivar a participação da comunidade. Quem participar poderá trocar um livro por uma muda de planta.Todos os livros arrecadados serão incorporados no acervo das bibliotecas Públicas Municipais Amaury dos Santos, Erico Verissimo e Monteiro Lobato e também poderão ser destinados para o Banco de Livros do Núcleo de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas Públicas, da Secretaria de Município da Cultura, que abastece as "Casinhas da Cultura" (Praça Xavier Ferreira, Tamandaré, Saraiva e Cassino, na Avenida Rio Grande) . Preferencialmente, a equipe de trabalho solicita livros de literatura(infantil, juvenil ou adulto).O evento é organizado pela Prefeitura Municipal,através da Secretaria de Município da Cultura e com o apoio das Secretarias do Cassino e do Desenvolvimento Primário.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Oficina Performancensino: as inscrições encerram dia 21 de setembro

A oficina Performancensino é um convite à professores de arte, assim como para futuros educadores da área, que desejam experimentar práticas sobre performance. A inscrição é gratuita e pode ser realizada até o dia 21 de setembro de 2018 pelo endereço de e-mail: performancensino@gmail.com.

A oficina será realizada no Teatro Municipal do Rio Grande, dia 25 de setembro a partir das 9h.

Maiores informações pelo telefone: (53) 99955.4454.


segunda-feira, 17 de setembro de 2018

PRIMAVERA DE MUSEUS 2018

Fototeca Municipal Ricardo Giovannini e a Primavera de Museus 2018



Nessa semana, entre os dias 17 e 23 de Setembro de 2018, ocorre a 12ª Primavera de Museus: Celebrando a Educação em Museus,  organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) com a com ampla participação de instituições culturais municipais, estaduais e federais, tanto pública, quanto privada.  
A Exposição Entre Fios: tendências nos séculos XIX e XX tem a Curadoria da Fototeca Municipal Ricardo Giovannini, e integra a programação da 12º Primavera de Museus 2018, essa exposição que tem imagens ambientadas entre o final do século XIX até a década de 1950 deseja inspirar o visitante a refletir a linguagem corporal através de penteados, acessórios e estilos de cabelos em ambos os gêneros.
Nesse ano de 2018, a Primavera de Museus terá um tom diferente, sem fugir as expectativas de edições anteriores, onde a prática e a teórica consolidaram a educação museal, e todo o processo de salvaguarda que envolveu o Museu, nesse ano, a busca está em por que e para quem fazemos educação museal? Se de um lado temos o visitante e os objetos, de outro está o pesquisador e o gestor, todos fazem parte do processo de consolidação museal, é preciso que se entenda essa ligação, e como ela deve se projetar a partir de suas necessidades e desafios, externamente.
O museu é o próprio espaço de aprendizagem, onde há muitas idas e vindas e a busca constante do entendimento sobre o seu papel dentro da sociedade, e para isso a  educação museal  faz trajetos de erros e acertos, conhecimentos e reconhecimentos, mantendo um elo entre o passado e o presente.

Serviço:
Artista: Fototeca Municipal Ricardo Giovannini
Exposição: Entre Fios: tendências nos séculos XIX e XX
Local: Galeria de Exposições Permanente da Fototeca Municipal Ricardo Giovannini - andar térreo da Prefeitura Municipal do Rio Grande/RS.
Abertura: 18/09/2018 às 16h00.
Visitação: De 18/09/2018 à 31/12/2018.
Horário: 13h00 às 18h30
Observação: Para visitação em outros horários é solicitado um agendamento prévio, pelos telefones: 53 32338408/32338409 ou pelo email: fototeca.rg@gmail.com.

Acompanhe nossa programação pelo Blog (http://fototecariogrande.blogspot.com.br) e Facebook.

Informações: Fototeca Municipal Ricardo Giovannini - SECULT/PMRG


sexta-feira, 14 de setembro de 2018

VOCÊ ME CONHECE



GENERAL NETTO

Antônio de Sousa Netto foi um militar, considerado um dos mais importantes nomes da história do Rio Grande do Sul.  É reconhecido por ser um dos líderes da Revolução Farroupilha (1835 a 1845). Nascido no Povo Novo, distrito do município de Rio Grande, em 25 de maio de 1803. Era filho de açorianos, casais portugueses que colonizaram o Rio Grande do Sul. Mas foi em Bagé – RS que o general Netto desenvolveu a maior parte de sua enorme atividade de defensor da Liberdade, da República, da dignidade do Brasil Império, que ele profundamente amava como sua pátria, mas detestava como monarquia.
Estanceiro no Uruguai e Brasil, com seus campos talados e vazios, tudo que lhe restou foi a Revolução Farroupilha a que se dedicou de corpo e alma. Durante esse período não deixava de visitar sua casa em Bagé, localizada nos campos do Seival.
A partir de 1835 foi desencadeada a Revolução Farroupilha que manifestava o descontentamento dos gaúchos com o governo imperial. Enquanto o líder Bento Gonçalves, concentrava-se em ação militar, próximo a Porto Alegre, Netto comandante da 1ª Brigada Ligeira de Cavalaria do Exército Liberal, travava uma batalha contra forças imperiais, próximo ao Arroio Seival, em Bagé. A batalha vencida pelos farroupilhas ficou conhecida como Batalha do Seival, onde Netto a estabeleceu em 11 de setembro de 1836, a Proclamação da República Rio-grandense. Mesmo sem o conhecimento de Bento Gonçalves, líder do movimento, Neto e seus pares, pelos princípios republicanos resolveram separar a Província do resto do Império do Brasil e proclamá-la uma nação republicana independente. Bento Gonçalves seria informado e aclamado presidente, posteriormente.
A guerra durou 10 anos e a paz foi realizada em Ponche Verde, dia 1° de março de 1845, quando pôs fim a Revolução Farroupilha, destinando-se a unir a todo o Brasil. Apesar de contrariado, Netto concordou com os chefes da república que findava para a pacificação do Rio Grande do Sul. Desolado por motivos idealistas, ele retirou-se para o Uruguai, sendo exilado voluntário.
Era abolicionista ferrenho, por isso, levou alguns negros que o acompanharam por livre vontade e lá continuou com a criação de gado. 
Retornou à luta em 1851, na Guerra contra Rosas, com sua cavalaria na brigada de Voluntários Rio-Grandenses, organizada inteiramente à sua custa, o que lhe valeu a promoção de Brigadeiro Honorário do Exército brasileiro, e a transformação de sua brigada em Brigada de Cavalaria Ligeira.
Voltou ao combate na Guerra contra Aguirre e depois, juntamente com seu exército pessoal, na Guerra do Paraguai. No comando em brigada ligeira fez a vanguarda do General Osório na invasão do Paraguai, no Passo da Pátria, em 16 de abril de 1866.
Sua brigada ostentava sempre, ao lado da bandeira do Brasil Imperial, o pavilhão tricolor da República Rio-grandense. Na batalha de Tuiuti, ele foi importante na defesa do flanco da tropa brasileira, mas foi ferido a bala e mandado para um hospital em Corrientes na Argentina, onde morreu e foi inicialmente sepultado.
Em 29 de dezembro de 1966, no centenário de sua morte, seu corpo foi exumado e transferido para um mausoléu em Bagé. Em sua lápide diz: “Aqui descansam os restos mortais do Brigadeiro Antônio de Souza Netto, falecido na cidade de Corrientes, em 1º de julho de 1866”. Existe em Bagé uma importante avenida que faz homenagem a este notável personagem histórico. Ficava então eternizada em poucas palavras a bravura do proclamador da República Rio-grandense.


Referências:
 
Pesavento, Sandra. História do Rio Grande do Sul. Mercado Aberto. 1982
Ruas, Tabajara.  Netto perde sua alma. 1.ed. Editora Record, 2001
Diones Franchi.Folha do Sul-Bagé/RS -ANO 08/Nº2534


terça-feira, 11 de setembro de 2018

TEATRO MUNICIPAL DO RIO GRANDE E GRUPO BAILA CASSINO CONVIDAM PARA O ESPETÁCULO “A GALERIA”


























novo espetáculo do Grupo Baila Cassino, “A Galeria”, que será apresentado no Teatro Municipal do Rio Grande, no dia 19 de setembro de 2018, às 20 horas, é resultado do cruzamento de diversas linguagens artísticas como a dança, a música, as artes visuais e o cinema. Nele, serão reverenciados grandes pintores daarte clássica, em obras famosas dos séculos XIX e XX, através de coreografias que se apresentam junto aos quadros, mesclando efeitos de vídeo com a movimentação das bailarinas. O espetáculo conta com a direção geral de Daniela Castro, dramaturgia de Alex Almeida e vídeo-arte por Rowan Romeiro.
Ingressos antecipados e maiores informações: (53) 99943.9074.